[Atualizada]: Crise institucional dentro do PT Apodi; Partido nega.


Fotos: Reprodução / WhatsApp

Na manhã deste sábado (20), o diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) fez uma reunião para debates em torno da organização partidária e os desafios da nova legislação Eleitoral. Até aí tudo bem. Porém, o que chamou atenção foi a "exclusão" do vereador Alexandre Bevenuto, do PT, na referida reunião.


À nossa equipe, o vereador Alexandre disse que não foi convidado para essa reunião, dizendo que "[eu] não estava sequer sabendo desse encontro". O mesmo disse que chegou a se sentir excluído do partido do qual faz parte.


Alexandre é o primeiro vereador eleito pela sigla no município de Apodi. Sua participação em uma reunião na qual trataria a organização partidária, uma vez que ele é o representante do partido no cenário político local, é no mínimo necessária e coerente.


Ainda à nossa equipe, o vereador disse estar muito decepcionado com a conduta da presidência do partido. "Acho que essa não é a forma correta de se fazer política. Excluindo. Porém meu mandato continuará a disposição do povo, independente desses problemas partidários. Lamentável."


Em fala ao portal, o vereador Alexandre nega estar recebendo convites para participar dos eventos realizados pelo Partido dos Trabalhadores. Segundo o mesmo: "A única vez que fui convidado a participar de um ato do PT de Apodi, foi em um ato de filiação".


PT Apodi nega crise:


Em contato com nossa equipe, o presidente do Partido dos Trabalhadores de Apodi, Agnaldo Fernandes, negou crise e disse que não há racha dentro da sigla no município. Reforçou ainda o motivo da reunião de hoje, sábado (20), que reuniu a Executiva para análisar demandas no que tange a interpretação da nova lei eleitoral.


O presidente ainda ressaltou a importância do mandato do vereador Alexandre Bevenuto para o PT e para a oposição do município, representando muito bem o Partido na Câmara.


Destacou que sempre que há eventos do partido, o vereador é convidado: "inclusive o mandato de Alexandre sempre foi convidado para os eventos do Partido, como recentemente o mesmo [vereador Alexandre] participou."


Por fim, Agnaldo reforçou que não existe crise e que o partido segue focado na unidade e crescimento interno da sigla. Sobre o evento de hoje, o presidente reforçou que foi uma agenda da Direção Executiva do Partido, da qual Alexandre não faz parte.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


[Rachas Políticos]: está sendo cada vez mais comum esse tipo de racha nos grupos políticos em Apodi. Primeiro, foi a perca da base governista sofrida pelo Prefeito Alan Silveira (MDB) na Câmara, na crise da presidência [Relembre aqui]. Agora, o PT, partido da atual governadora, a senhora Fátima Bezerra, começa a sofrer racha interno.


Seria um racha dentro do partido da Governadora em solo tapuia? Quem ganha com essa exclusão e racha do grupo? São questionamentos que ficam no ar.

0 comentário