Devido à situação crítica do oeste potiguar, governo estuda regionalização de decretos



Em face da situação crítica do Rio Grande do Norte, incluindo a região do alto oeste potiguar (Apodi, Pau dos Ferros, Rafael Godeiro), o governo do Estado avalia a possibilidade de regionalizar as medidas mais restritivas para combater a pandemia do novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo secretário estadual de saúde, Cipriano Maia.


Em entrevista ao programa "Bom dia RN" da InterTV Cabugi, o secretário afirmou "Precisamos voltar a restringir". De acordo com Cipriano, a flexibilização dos últimos decretos contribuiu para o aumento de casos no estado.


O atual decreto em vigor no estado vale até a próxima quinta-feira (27). Até o presente momento, todos os decretos apresentaram medidas válidas em todo o território potiguar.


Apesar de considerar a situação crítica de todo o estado, o secretário reconhece que o maior agravante se encontra na região do oeste potiguar, incluindo o alto oeste e o vale do Açu. Em algumas cidades, a taxa de ocupação dos leitos de UTI se aproxima dos 100%, o que revela uma situação preocupante e atenta para a importância de medidas restritivas mais rígidas.

0 comentário