Isolda Dantas (PT) sugere antecipação da colação de grau das turmas de medicina e enfermagem da UERN



A pandemia do novo coronavírus impôs uma série de dificuldades para a saúde pública, principalmente diante da ausência de profissionais para atuarem na linha de frente dessa luta. Fator que se deve à demanda cada vez maior dos hospitais e quantidade reduzida de profissionais.


Pensando nisso, a deputada estadual Isolda Dantas (PT) sugeriu ao governo estadual e à Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern) a antecipação da colação de grau de turmas de medicina e enfermagem aptas a atuarem na rede de saúde. De acordo com Isolda, a chegada de novos profissionais é importante para reforçar as equipes no combate à pandemia do coronavírus em um dos momentos mais difíceis da crise sanitária.


"É consenso entre todos nós que os profissionais de saúde estão exaustos e necessitam de reforço", disse Isolda aos deputados estaduais na sessão legislativa desta terça-feira, 30.


"No ano passado, a Uern antecipou a colação de várias turmas e foi um reforço importante para a saúde pública. Tenho certeza de que a Uern, como patrimônio do Rio Grande do Norte, vai estar a disposição para ajudar como pode para salvar vidas", afirmou.


Isolda afirmou ainda que entrou em contato com a reitora em exercício da Uern, Fátima Raquel Morais, para fazer a solicitação. Segundo a deputada, a reitora avisou que há quatro turmas – duas de medicina e outras duas de enfermagem – que podem colar grau. "Isso é totalmente possível de ser feito graças aos decretos tanto do âmbito federal quanto do âmbito estadual que permitem essa colação", declarou.

0 comentário