O potiguar Patrício Pitbull voltou ao topo dos pesos penas do Bellator


Foto: Reprodução

Tribuna do Norte - Na madrugada deste sábado (16), o lutador Patrício Pitbull venceu a revanche contra o americano AJ McKee por decisão unânime, retomando o cinturão da organização. Apesar da luta equilibrada, a vitória do potiguar não foi questionada por ninguém além do próprio adversário.


Após ser nocauteado na primeira luta, o irmão mais novo de Patricky Pitbull entrou no cage com estratégia diferente. Sem a ânsia por nocaute, Patrício Pitbull usou sua experiência de quase 20 anos de lutas para controlar a distância e frear o ímpeto do adversário, que somava 18 lutas e 18 vitórias. O potiguar conseguiu.


Nos dois primeiros assaltos, Patrício deu poucas chances a AJ McKee. Se não chegou a empolgar o suficiente para se cogitar um nocaute, o potiguar de 35 anos não correu riscos, usando os chutes nas linhas de cintura e boas combinações de jab e cruzados para machucar o adversário. Os dois rounds tiveram vitória clara do brasileiro.


No terceiro, o então campeão mudou de atitude e buscou mais a luta. Tanto que, dos três árbitros, um deu a vitória no round a McKee, que a essa altura já havia escapado de uma ótima tentativa de guilhotina de Patrício Pitbull. No quarto round, mais equilíbrio e outro árbitro deu vitória ao americano (contra dois assinalando para o potiguar. No quinta round, vitória clara de AJ McKee, mas já havia a vantagem garantida para Patrício Pitbull, que retomou o cinturão.


Agora, Patrício soma 32 vitórias e apenas 5 derrotas em sua carreira.

0 comentário