Pra não dizer que não falei das flores: sobre o dia 8 de março



Relutei muito na hora de escrever esse artigo, porque ser mulher é difícil. Falar sobre mulheres é difícil. Falar sobre as nossas lutas diárias é então um desafio que não dá pra contestar. Já prevejo os julgamentos e xingamentos de todo o tipo, sempre buscando uma forma de inferiorizar a figura feminina.


É muito difícil (e doloroso) falar sobre direitos das mulheres quando somos um dos países que mais mata mulheres no mundo, quando os números de assédios e agressões só crescem e quando as instituições sociais reproduzem os mais diferentes tipos de opressões todos os dias. Vivemos condicionadas a estruturas que nos perseguem e nos matam.


Sobre o título escolhido para esse artigo, ele refere-se diretamente à ideia errônea de que as mulheres odeiam ou não merecem receber flores no dia 8 de março. Então, para não dizer que não falei das flores, exponho aqui essa questão e de antemão já abro um parênteses, pois se trata exclusivamente das minhas vivências e da minha experiência pessoal. Particularmente gosto muito das flores, pois considero carinhoso e simbólico... Mas será que flores em um único dia do ano são suficientes para minimizar um ano inteiro de opressões e violências? Não vejo problemas em ser presenteada com flores no dia 8 de março, vejo problemas no fato de usarem essa atitude para mascarar opressões.


Quantas empresas presenteiam com flores nessa data, mas não contratam mulheres que são mães? Quantos homens em posição de chefia enviam mensagens inspiradoras nesse dia, mas são assediadores em diversos níveis? Quantos maridos enviam buquês enormes nesse dia, mas violentam suas esposas das formas mais cruéis?


Recentemente ouvi da professora Simone Cabral a seguinte frase "todos os dias são de flores. São de chocolates e são de abraços. Porque todo dia é dia de afeto". E se tem uma frase que eu acredito é nessa. Todos os dias devem ser dedicados aos afetos, mas que esses sejam parceiros do respeito e da equidade, pois caso contrário, se torna apenas simbolismo barato.


Para o dia de hoje, eu desejo flores para quem é de flores, afetos para quem é de afetos e equidade para todas nós. Não desejo um feliz dia da mulher, desejo dias felizes e de lutas alcançadas.


Por: Leonora Sales

0 comentário