[SINTRAPMA]: "Prefeito nega o rateio dos recursos do FUNDEB"




Na manhã desta quarta-feira (22), os professores do município de Apodi se reuniram no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais de Apodi (SINTRAPMA) afim de cobrar o pagamento do abono proveniente das chamadas "sobras do FUNDEB"e os profissionais cobram o rateio desses recursos.


De acordo com o Sindicato "Eles entendem que há sobras, mas o prefeito se negou através de ofício a repassar para a categoria". O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) trata-se de uma cesta de impostos usada no financiamento da educação. Conforme as novas regras do formato aprovado em 2020, 70% dos recursos precisam ir para a folha de pagamento de profissionais da Educação e o restante usado em investimentos nessa área – o que inclui pagamento de abono (ou 14º salário) aos trabalhadores.

Por regra, 70% dos recursos do Fundeb devem ser utilizados para pagamento dos servidores da Educação. O que deve acontecer com os municípios e Estados que não utilizarem todos os recursos é reprogramação dos gastos para o próximo ano, em função da pandemia.

Os profissionais decidiram na assembleia que irão continuar cobrando o rateio dos recursos.



INFORMAÇÕES: SINTRAPMA Apodi


0 comentário