Sucessão do Governo do Estado RN: Quem leva?!



Com a aproximação do pleito de 2022, muito começa a se especular quais candidatos irão disputar o posto de comando do Estado do Rio Grande do Norte, atualmente, ocupado pela professora Fátima Bezerra, do Partido dos Trabalhadores.


Mal saímos de um pleito eleitoral e mesmo frente a pandemia que estamos enfrentando, ferve os bastidores políticos do Estado e de seus municípios, com cada possível postulante organizando suas bases e militância.


Vamos aos Postulantes:

Governadora Fátima / Foto: Redes Sociais

Naturalmente, a primeira pessoa que se pensa no pleito de 2022 é a própria governadora Fátima. Atualmente ocupa o cargo e de certeza será postulante ao cargo, tentando sua reeleição, fato que não ocorre no Governo da saudosa Wilma de Farias.


Mesmo diante de uma forte crise sanitária e de um estado de calamidade financeira, Fátima tem organizado as contas públicas do Estado, pagado o funcionalismo público atrasado, e achado espaço para investimentos em setores críticos, como é o caso da Segurança Pública, que além dos concurso, convocações, tem recebido grande volume de recurso.


Tudo isso credencia a atual governadora para a disputa do próximo ano. Além disso, Fátima deve trabalhar com articulação para acomodar nomes "mais fortes" e com maior ameaça a sua disputa, dentro da sua própria chapa, seja no cargo de vice ou na disputa do Senado.



Álvaro e Carlos Eduardo / Foto: Internet

Outro nome que aparece no radar é do derrotado Carlos Eduardo, que foi candidato em 2018, porém, foi derrotado por uma margem expressiva no pleito. Tendo como maior gargalo o interior do Estado.


Para 2022, apesar de ter o nome ventilado, há quem dica que ele busca até emplacar uma dobradinha junto a Fátima, com seu nome sendo projetado ao Senado.


Ao paralelo, seu aliado e sucessor na Capital do Estado, Álvaro Dias, tem o nome ventilado, devido sua forte e expressiva votação em Natal, no qual, assumiu a prefeitura vencendo seus oponente Jean Paul (PT) direto, ainda no primeiro turno.


Entretanto, quando interrogado pelo assunto, diz que vai cumprir seu mandato na Prefeitura. Muito se dar pela mesma dificuldade que seu colega sofreu, "ser conhecido apenas na Capital."



Outro Ponto da Disputa

Ezequiel e Rogério / Foto: Redes Sociais

Rogério Marinho desponta com um grande trânsito livre junto ao Governo Bolsonaro, e com isso, faz base e projeta seu nome para a disputa. Apesar que nos bastidores, correligionários dizem que ele sonha com a disputa do Senado, nada o impede de que, com o tabuleiro em posição certa, o mesmo possa vir a disputar a governadoria com o apoio massivo de Brasília.


Outro forte aliado de Marinho e que tem seu nome cogitado, é o aliado (atualmente) de Fátima na ALERN, Ezequiel Ferreira, que atualmente é Deputado Estadual e presidente da Assembleia. Com um forte e ampla base por todo o Estado, Ezequiel segue trabalhando nos bastidores, com foco em 2022.


Porém, o cargo preferido do mesmo, ainda segue em segredo absoluto, somente com muito burburinho. Se fala em dobradinha dele e Rogério, Senado e Governo, ou até mesmo saindo ao Senado apoiado por Fátima, mas, segue só nos rumores.


O Homem Livre

Senador Styvenson / Foto: Internet

Correndo por fora e meio que alheio a toda essa articulação e conjuntura, temos o atual senador Capitão Styvenson Valentim, que foi um fenômeno em 2018, sendo eleito Senador, praticamente sem fazer campanha "convencional", o homem livre poderá despontar na disputa e atrapalha muito os planos da oposição ao Governo Fátima.


Atual Senador da República, Styvenson, pela prerrogativa do mandato, poderá disputar o pleito, mesmo sem perder seus 4 anos que ainda possui, como senador. Fato parecido ocorreu com a atual governadora em 2018.


Sendo assim, "livre para arriscar", o Capitão poderá colocar seu nome na disputa e testar, pois vai que deslancha na disputa e caia na governadoria do Estado de forma despretensiosa.


Outros Nomes

Nomes de figuras batidas da política Norte-Riograndense como Rosalba, Garibaldi, Zé Agripino ou Henrique Eduardo Alves, tentam ser jogados aos ventos dos bastidores, porém, rejeitados e sem mandato, fica impossibilitados de articularem um projeto maior, ficando mais para disputar cargos de Deputado.



E aí?! Quem leva o Governo em 2022? Faça suas apostas.

0 comentário