4 livros escritos por mulheres para conhecer e se inspirar


Dodora Maia. FOTO: Ari Oliveira


A leitura é indispensável nas nossas vidas, isso porque é através dela que aprendemos, abrimos a nossa mente e passamos a conhecer realidades que antes eram desconhecidas. Particularmente, acredito muito no poder da leitura e reconheço que o estímulo a essa prática deve existir desde cedo nas nossas vidas.


Apesar de contarmos com um variado número de obras, raramente vemos as mulheres ganharem destaque no campo editorial, o que reforça as estruturas sociais a quais estamos condicionadas, nas quais os homens detêm o poder financeiro e simbólico em todas as esferas. Inspirada pelo projeto "Leia Mulheres", resolvi listar 4 livros escritos por mulheres que deveriam ser leitura obrigatória e são grandes obras escritas.


  1. Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus



Mais do que uma obra literária, "Quarto de despejo" é também denúncia e vida pulsante em cada parágrafo. O livro reúne cerca de 20 diários escritos por Carolina Maria de Jesus, mulher negra, mãe solo e moradora da favela do Canindé, em São Paulo. Antes desconhecida, o livro de Carolina se tornou um sucesso de público e de vendas por lançar um olhar original da favela sobre a própria favela.


Carolina possui um olhar crítico e o seu livro fala de vida pulsante, de suas dificuldades enquanto mãe solo e vítima da pobreza no Brasil


"Saí indisposta, com vontade de deitar. Mas, o pobre não repousa. Não tem o previlegio de gosar descanço. Eu estava nervosa interiormente, ia maldizendo a sorte. Catei dois sacos de papel. Depois retornei, catei uns ferros, uma latas, e lenha".

2. Apodi: terra dos meus encantos e da minha luta por suas pinturas rupestres, de Maria Auxiliadora da Silva Maia




Maria Auxiliadora da Silva Maia, conhecida por todos como "Dodora do Apodi", é professora, advogada e poetisa. Natural de Apodi, é também uma das mais importantes escritoras do município. Mulher de luta, Dodora foi uma das responsáveis pela fundação do Museu do Lajedo de Soledade na cidade de Apodi


Em sua mais recente obra, intitulada "Apodi: terra dos meus encantos e da minha luta por suas pinturas rupestres", Dodora apresenta relatos da sua luta e história frente a preservação do Sítio Arqueológico do Lajedo da Soledade, que guarda pinturas rupestres há milhares de anos e reconta a história indígena no município de Apodi.


Essa é uma obra indispensável para conhecer mais sobre a história de Apodi e fortalecer a leitura de mulheres do município, por isso não poderia faltar nessa lista.


3. Sejamos todos feministas, de Chimamanda Ngozi Adichie




Se tem um livro que considero essencial para qualquer pessoa em qualquer idade, é essa obra. Nele, a escritora e feminista Chimamanda relata o que é ser feminista e quais os desafios do movimento no século XXI. De leitura leve e rápida, o livro mescla experiências pessoais da autora com questões referentes ao que significa ser feminista em um mundo governado por homens.


"O feminismo faz, obviamente, parte dos direitos humanos de uma forma geral - mas escolher uma expressão vaga como 'direitos humanos' é negar a especificidade e particularidade do problema de gênero".

Importante ressaltar que Chimamanda possui outras obras relacionadas à esse tema, entre elas "Como educar crianças feministas", e são obras essenciais para debater e compreender mais sobre esse tema tão importante e necessário na nossa sociedade.


4. A vida que ninguém vê, de Eliane Brum




Conheci Eliane Brum na graduação e desde então ela virou minha inspiração no jornalismo e também na vida. Dificilmente li jornalistas tão comprometidas com a experiência humana como ela. Esse livro em específico foi um divisor de águas na minha vida e na minha trajetória enquanto jornalista.


Sou uma admiradora das histórias de vida e das pessoas comuns, e poucos jornalistas sabem extrair isso como Eliane Brum, por isso considero esse livro essencial para os estudantes do curso de jornalismo, mas também para qualquer ser humano que admira a existência humana.


PS: Esses são APENAS ALGUNS dos livros escritos por mulheres que merecem ser lidos a partir de hoje, mas são inúmeras obras disponíveis no mercado nacional e estrangeiro que merecem reconhecimento. Por esse motivo, recomendo essa pesquisa e o conhecimento de projetos como o "Leia Mulheres" que incentivam a leitura de obras escritas por mulheres.


Por: Leonora Sales

0 comentário